Sinopse

Dançar em Tempo de Guerra é um programa que reúne duas obras de coreógrafos de grande referência do século xx, Martha Graham e Kurt Jooss. Chronicle e A Mesa Verde, ambas criadas na década de 30 do século passado, refletem as inquietações dos seus autores sobre a ideia de guerra. Se Jooss trabalha a partir dos efeitos da I Guerra Mundial, Graham dá uma resposta ao violento crescimento do fascismo na Europa e que viria desencadear a II Guerra Mundial.
Depois da estreia única em março de 2020, interrompida pelo primeiro confinamento a que fomos obrigados, Dançar em Tempo de Guerra regressa ao palco do Teatro Camões e apresenta-se também na cidade do Porto.
No âmbito deste programa, a CNB convida o artista visual André Guedes a habitar o foyer do Teatro Camões, com uma exposição concebida a partir destas obras e do seu contexto político, social e cultural.


Chronicle

Estreado em dezembro de 1936, Chronicle é uma resposta da coreógrafa americana Martha Graham à ameaça do fascismo na Europa. Não traduzindo uma representação realista dos acontecimentos, a intenção é antes universalizar a tragédia da guerra. Originalmente criado em cinco secções, foi, entretanto, remontado pela Martha Graham Dance Company e é hoje apresentado numa versão reduzida de três secções: Spectre-1914, Steps in the Street e Prelude to Action. Chronicle é a primeira obra de Martha Graham a integrar o repertório da CNB.


A Mesa Verde

Em julho de 1932, o coreógrafo alemão Kurt Jooss estreou A Mesa Verde no Théâtre des Champs-Elysées em Paris.
Inspirado por uma dança da morte medieval e pelo rescaldo da I Guerra Mundial, esta obra retrata várias facetas da guerra: o debate, a mobilização, o combate, a especulação de guerra, os refugiados e, novamente, o debate; a morte está sempre presente.
Considerada uma das obras coreográficas mais marcantes do século xx, A Mesa Verde é também o mais emblemático trabalho de Jooss, tendo recebido o primeiro prémio do Concurso de Coreografia organizado por Les Archives International de la Danse em Paris. A Mesa Verde integrou o repertório da CNB em 1984 e foi dançada pela última vez por esta Companhia há 34 anos.

Ficha Técnica

CHRONICLE
Martha Graham Coreografia e figurinos
Wallingford RieggerMúsica
Isamu NoguchiCenografia
Jean RosenthalDesenho de Luz Original
David FinleyReconstrução de desenho de luz original de Steps in the Street
Steven L. ChelleyReconstrução de desenho de luz original de Spectre - 1914 e Prelude to Action
Elizabeth AuclairRemontagem
Companhia Nacional de BailadoProdução
A MESA VERDE
Kurt JoossCoreografia e libreto
F. A. CohenMúsica
Hein HeckrothFigurinos
Hermann MankardMáscaras e Desenho de luz
Jeanette VondersaarRemontagem e Supervisão
Cláudio SchellinoEnsaiador
Berry ClaassenSupervisão de Desenho de Luz
Jill Lawson e Paulo OliveiraPianistas
Companhia Nacional de BailadoProdução

Elencos

(Elenco sujeito a alterações)

Chronicle
Inês Ferrer Principal
Anyah Siddall Steps in the Street (lead)
Africa Sobrino, Almudena Maldonado, Andreia Mota, Beatriz Williamson, Raquel Fidalgo, Inês Moura, Leonor de Jesus, Maria Barroso, Maria Santos, Patrícia MainINTERPRETAÇÃO (GRUPO)
A Mesa Verde
CARLOS PINILLOS Death
João Costa The Standard Bearer
Francisco Sebastião The Young Soldier
Raquel Fidalgo The Young Girl
Filipa Castro The Woman (Partisan)
Nuno Fernandes The Old Soldier
Andreia Pinho The Old Mother
Miguel Ramalho The Profiteer
Joshua Earl 3 Soldiers (Soldier #1)
Dylan Waddell3 Soldiers (Soldier #2)
Frederico Loureiro 3 Soldiers (Soldier #3)
Mar Escoda, Almudena Maldonado, Maria Santos, Nanae Yagisawa, Miyu Matsui 5 Women
JOÃO COSTA, NUNO FERNANDES, FRANCISCO SEBASTIÃO, FILIPA CASTRO, ANDREIA PINHO, MIGUEL RAMALHO, MIYU MATSUI, JOSHUA EARL, DYLAN WADDELL, FREDERICO LOUREIROThe 10 Gentlemen in Black

Biblioteca Digital

Programa de sala download