Sinopse

Pode uma coreografia pensar e mesmo antecipar a História? Pode ela contribuir, enquanto objeto artístico, para a reflexão política e social do seu tempo? Esta exposição aborda as peças de Martha Graham e Kurt Jooss apresentadas no programa Dançar em Tempo de Guerra como uma folha de sala expandida espacialmente. Convocando diferentes registos – fotografias, documentos gráficos e escritos – ela associa uma componente descritiva e textual a uma dimensão objetual-escultórica. O objetivo será contextualizar artística e historicamente estas obras, concebidas quase sincronicamente na década de 1930, em resposta ao conflito bélico que se adivinhava entre Nações. Presságios de lados opostos do Atlântico.

Ficha Técnica

André GuedesConceção
Catarina CanelasApoio à Investigação
Ana Baliza Design Gráfico